• Natal tem uma boa quantidade de bons restaurantes. O Camarões sempre é uma boa pedida pela qualidade, boa porção e bom preço. No dia a dia gosto da Tia Neusa como self, pois tem boa variedade e preço muito bom. Ao lado no Bidoca boa comida com bons preços e boas porções. E a bebida é mais barata do que nos bares. Ambos ficam na São José depois da Promater. Também gosto da pizza da Reis Magos. Onde também não tem erro é no Tábua de Carne. Prefiro o da praia de Areia Preta porque o ambiente é muito legal. Vista para o mar e bom atendimento. A picanha ao ponto e o cordeiro assados são bons demais. Outro que vou sempre é o Mina D’água nas Campos Sales. Boa comida mineira com um atendimento muito simpático. Sem falar nas cachacinhas para quem gosta.

    Tags: ,

  • Um novo tempo para recomeçar. Em 2012 tenho muitas atividades e projetos para implantar. É um ano muito importante pois vou estrear como avô. E estão vindo logo 02 netos. Um de minha filha e outro do filho do meio. O filho mais  novo também casa este ano. Minha mãe emplaca 90 anos no dia 11 de fevereiro. É muita notícia boa. Também este ano vou dar a partida no meu projeto Brasil Caboclo. Quero divulgar meu trabalho nas cidades e feiras do interior como oa antigos cantadores.

    No campo profissional quero lançar um livro sobre gestão de frotas. Vou precisar de apoio. Quero continuar contribuindo com o desenvolvimento da empresa que trabalho, implantando inovações e desenvolvendo pessoas para que atuem comprometidas com os resultados e a satisfação dos clientes e as próprias.

    Agradeço a Deus pela família que tenho. Peço que continue nos abençoando, a mim, minha esposa e meus filhos.

  • Todos os dias são para os enamorados. Portanto, todo dia é dia dos namorados. Mas, na data oficial que é 12 de junho quase todo mundo festeja. Bem, aconteceu comigo uma vez de estar aqui em Natal no Aeroporto Augusto Severo esperando vôo e morava em Recife. Passei o dia dos namorados fora por força de trabalho. Mas, não deixei passar em branco. Encontrei um livro cujo nome era Pouso em Natal de uma autora chamada Stella Leonardos. Fiz os versos abaixo como oferecimento no próprio livro e foi meu presente para Ângela em 12 de junho de 1985.

    DIA DOS NAMORADOS

    Corpo ausente,

    Alma presente

    Coração ardente,

    Firme, testemunho.

    Em 12 de junho,

    Contigo eu estou,

    Presente ou ausente,

    Com você, amor.

    Tags:

  • Não tive o prazer de conhecer meu bisavô José Rodrigues de Carvalho. Foi escritor, jornalista e um bocado de coisas mais. Era também um grande poeta. Seu livro “Cancioneiro do Norte” reeditado em 3a edição por ocasião do seu centenário de nascimento em 1967, teve muita influência sobre o meu interesse por poesia popular. Tornei-me cordelista vocacionado pela leituras dos grande feitos dos mestres cantadores de tantas rimas e tantos embates, muitos descritos no livro. A poesia a seguir é um soneto escrito por Rodrigues de Carvalho:

    OS SEIOS

    “Quando a seiva da carne perfumosa

    Protubera-se em conchas ofegantes,

    Os seios da mulher são como errantes

    Aves do céu com bicos cor de rosa!

     

    Pomos com fibras de cetim, enconhos,

    São quando a virgem na cerúlea estância,

    Rompe o casulo lirial da infância

    Para ser Chlóris de um pomar de sonhos!

     

    Mas, quando, oh! nume da paixão, os mundos,

    Aos olhos frágeis dos mortais desvendas,

    Cheios de amor, de sedução fecundos…

     

    Eles, qual fruto tentador das lendas,

    São dois abismos santamente fundos,

    Dois assassinos no grilhão das rendas!”

  • Nesse novo ano de 2010, desejo um mundo melhor, com mais amor, mais música e mais poesia. Para todos e especialmente para os meus leitores, muito amor no coração, muita saúde, paz e progresso. Um abraço de 365 dias.

    Tags:

  • Andei ausente, mas já estou voltando com novidades e novas poesias. Viajei e adquiri mais vivência e experiência, pois tive a oportunidade de visitar a Cidade Luz. volto em breve.

  • Este martelo foi feito para registrar o namoro de meu filho Lucas com sua amada Mariana. Ele deu o Mote e depois de alguns ajustes ficou assim:

    CONSEGUIR NAMORADA IGUAL A MINHA

    SÓ COM BÊNÇÃO, COM SORTE E PACIÊNCIA

    I

    Já andei, já corri por este mundo

    Procurando um amor bem verdadeiro,

    Pra amar sem limites, por inteiro

    Para ser dentre todos, o mais profundo

    O maior, mais sincero, o mais fecundo

    Da pureza nascido na essência

    Construído  com calma, com decência

    Com a certeza  que um dia ele vinha

     CONSEGUIR NAMORADA IGUAL A MINHA

    SÓ COM BÊNÇÃO, COM SORTE E PACIÊNCIA

    II

    Conheci uma moça em Jacobina

    Já pensei que ia ser minha princesa

    Preparei bem ligeiro cama e mesa

    Planejei me casar com a menina

    Não deu certo voltei pra Petrolina

    Decidi apostar na eficiência

    Fui treinar aprender essa ciência

    Para amar em Recife ou na Redinha

    CONSEGUIR NAMORADA IGUAL A MINHA

    SÓ COM BÊNÇÃO, COM SORTE E PACIÊNCIA

     III

    Fui dançar um forró em Cabrobó

     No distante sertão pernambucano

    Numa festa que lá tem todo ano

    Festejando a querida padroeira

    Foi ali que encontrei uma brejeira

    E perdi de uma vez a inocência

    Aprendi a amar com reverência

    Seja ela coroa ou gatinha

    CONSEGUIR NAMORADA IGUAL A MINHA

    SÓ COM BÊNÇÃO, COM SORTE E PACIÊNCIA

    IV

    Do amor não se perde a caravana

    Quem almeja se tornar feliz um dia

    Conquistar uma vida de harmonia

    Na feliz capital pernambucana

    Namorando a gatinha Mariana

    Convivendo em paz, sem má querência

    Um amor pra servir de referência

    Para o filho, o neto  ou pra vizinha

    CONSEGUIR NAMORADA IGUAL A MINHA

    SÓ COM BÊNÇÃO, COM SORTE E PACIÊNCIA

    Tags: , , , , , ,

  • Às vezes você está tão perto e nem nota. Mas, então um belo dia olha pra ela e….

    I

    Olhando pro seu cabelo

    Cortado bem no cantinho

    Fico muito emocionado

    Curtindo o seu charminho

    II

    Cada dia mais bonita

    De cabelo grande ou curto

    Provoca nos arredores

    Epidemia ou surto

    III

    De olhares admirados

    De soslaio ou de furto

    Se o coração não for bom

    E o pavio for curto

    IV

    Ou o moço morre brigando

    Por um motivo que é justo

    Ou se conforma com o fato

    E encara o caso sem susto

     

    Tags: ,

  • Homenagem ao dia Internacional da mulher

    08 de março de 2009

    I

    O dia oito de março

    É dia internacional

    Pois se festeja a mulher

    De uma forma oficial

    Por mim era todo dia

    Pois ficava mais legal

    II

    Mulheres são nossas mães

    São as nossas namoradas

    São as nossas companheiras

    Até o fim da jornada

    Parem e criam nossos filhos

    Enfrentam qualquer parada

     III

    E Deus criou a mulher

    Da costela de Adão

    Tirada do lado esquerdo

    Juntinho do coração

    Completando a sua  obra

    No ciclo da criação

     IV

    Elas são nossas Marias

    Do Amparo e dos Prazeres

    Presentes nas nossas vidas

    Sábias de tantos dizeres

    Conselhos que nunca faltam

    Em perfeitos pareceres

     V

    Já conheci Margaridas

    Rosinhas e outras flores

    Na hora do sofrimento

    Achei Maria das Dores

    Que trouxe luz e esperança

    Um universo de cores

     VI

    Já namorei Marieta

    Já convivi com Concita

    E para não ser injusto

    Achava as duas bonitas

    A primeira usava trança

    A outra laço de fita

     VII

    Na galeria de nomes

    Lembrei também de Isabel

    Que tinha nome de santa

    Na boca lábios de mel

    A pele muito macia

    Os olhos da cor do céu

    VIII

    Julieta era uma artista

    Com as tintas e o pincel

    Coralina na poesia

    Dona Jura no pastel

    Sem esquecer Rita loura

    Que era boa no bordel

    IX

    Passei no clube das Pás

    Dancei com Ana Maria

    Nos forró de pé de serra

    Dancei com Zélia e Luzia

    Antonia e Maria Eulália

    E outras da freguesia

     X

    Eu trago na experiência

    Pelas viagens que fiz

    Muitos lugares bonitos

    Como turista aprendiz

    Mas foi ali em Olinda

    Que conheci Beatriz

     XI

    Beatriz na minha vida

    Foi um anjo especial

    Pois ela botou no mundo

    Uma mulher sem igual

    Que hoje mora comigo

    Na cidade do Natal

     XII

    Os anos são trinta e cinco

    O tempo passou depressa

    Parecendo que foi ontem

    Que iniciou a conversa

    Começando um grande amor

    Que sobrevive sem pressa

     XIII

    Ângela significa anjo

    Mensageira do divino

    Casou e me deu três filhos

    Uma moça e dois meninos

    É o meu braço direito

    E quem completa o meu tino

     XIV

    Meu dia a dia é feliz

    Muitas mulheres comigo

    A mãe Lourdinha Veloso

    Me inspira no que eu digo

    E reza para o meu anjo

    Para eu não correr perigo

     XV

    As minhas irmãs são quatro

    São todas quatro, Maria

    Quando Monica diz que faz

    Auxiliadora auxilia

    Assistida pelas outras

    Pra não haver correria

     XVI

    Bianca que é minha filha

    Também se chama Maria

    Ventura traz do seu berço

    A cultura ela aprecia

    É o xodó do papai

    Inspiração de poesia

     XVII

    As minhas primas são muitas

    A todas eu quero bem

    Por isso não cito nomes

    Pra não esquecer ninguém

    Se sintam homenageadas

    E eu fico feliz também

     XVIII

    Não posso esquecer as tias

    Pilares na minha vida

    As vivas e as que partiram

    Mulheres muito queridas

    Me amaram como a um filho

    Sempre me deram guarida

     XIX

    E as minhas afilhadas

    Moram no meu coração

    Para Danuza e Daene

    Escrevo com emoção

    São duas filhas queridas

    Que amo com devoção

     XX

    E tem as minhas sobrinhas

    Que já somam mais de dez

    São tantas moças bonitas

    Que Xuxa não chega aos pés

    Pra todas o meu abraço

    E vida longa sem revés

    XXI

    Tem também  as pequeninas

    Da terceira geração

    Ana Beatriz e Tessa

    Eu beijo no coração

    Faço o mesmo com Geórgia

    Que eu amo de paixão

     XXII

    E Beatriz e as Letícias?

    Eu beijo do mesmo jeito

    Para Regina e Bruninha

    Desejo um mundo perfeito

    Mando um cheiro e um abraço

    E um pacote de confeito

     XXIII

    Minhas cunhadas queridas

    Fafá e Ana Maria

    Eu beijo e abraço vocês

    Seja noite, seja dia

    Mulheres especiais

    Se for melhor não se cria

     XXIV

    Também faço uma homenagem

    Para Nara e Mariana

    As minhas futuras noras

    Uma dupla bem bacana

    Que gosto de coração

    É gente que a gente ama

     XXV

    De Sueli e Rossana

    Guardo sempre na lembrança

    Saudade de bons momentos

    Nas viagens e andanças

    Que sejamos sempre amigos

    Jamais perco a esperança

     XXVI

    E Vera Lucia e Goret?

    O que é que posso dizer?

    Valéria e Lucia Norinho

    São amigas pra valer

    Essa é uma turma de ouro

    Que jamais vou esquecer

     XXVI

    E assim no meu dia a dia

    Trabalhei com tantas mais

    Pra todas o meu carinho

    Desde os tempos de rapaz

    Farei tudo que puder

    Dentro do que for capaz

     XXVIII

    No dia a dia atual

    Tem umas dez perto de mim

    Lorena, Flavia e Kadija

    Sempre fazendo um lanchim

    Daiane, Mona e Jéssica

    E Josi rindo pra mim

    XXIX

     Dona Ilma representa

    Nossa mulher nordestina

    Lucicleide e Antonia Edna

    Formam dupla gente fina

    Com essa turma por perto

    A gente não desanima

     XXX

    Para quem eu não citei

    Eu peço a compreensão

    Pois mesmo sem por o nome

    Moram no meu coração

    Pois das pessoas que gosto

    Eu lembro com emoção

     XXXI

    Para as mulheres do mundo

    Parabéns por esse dia

    Para a mulher brasileira

    Muito amor no dia a dia

    O poeta se despede

    Com uma grande alegria.

     

    Tags: , ,

  • O soneto não é o meu forte, mas admiro muito os poetas que escrevem bem neste estilo. Mas, vamos escrevendo.

    AMAR COM PAIXÃO

     

    Um amor construído em base forte

    Modelado com arte, com ternura

    Dia a dia vivido com lisura

    Com respeito carinho e boa sorte

     

    Segue a reta do sul até o norte

    Temperado na luta e na bravura

    Convivendo sem medos, com doçura

    Viverá pela causa que importe

     

    Merecer e viver um grande amor

    Para todos os seres tem valia

    Deves crer e buscar que ele aparece

     

    E tratá-lo com jeito, maestria

    Que assim você terá o que merece

    Pra vivê-lo com paixão e com ardor

     

    Tags: ,